') popwin.document.close() }

O Congresso da confraternização

Por Pedro Ribeiro*

 

foto: Brasil Naturista

Os diversos grupos naturistas brasileiros vieram prestigiar o X CongreNAT no Rio de Janeiro

O décimo Congresso Brasileiro de Naturismo, o X CongreNAT, com certeza entrará para a história do naturismo brasileiro como um dos mais participativos e organizados.

 

Realizado entre os dias 2 e 5 de novembro passado na praia do Abricó, na cidade (outrora) dita maravilhosa, o Rio de Janeiro, contou com presença de representantes de 23 afiliadas à Federação Brasileira de Naturismo que se espalham por todo Brasil, do Amazonas ao Rio Grande do Sul. Foi a maior representatividade até hoje.

 

A programação prevista (clique aqui para ver) não foi totalmente cumprida, mesmo assim o saldo foi extremamente positivo, porque outras atrações as substituíram.

 

Quase 400 pessoas (ou mais) estiveram nas areias da praia em cada dia, oriundas dos mais diversos pontos do país, com a certeza de encontrar ambiente propício à confraternização e à harmonia. São Pedro deu uma trégua às chuvas que insistiam em cair no Rio de Janeiro em boa parte do tempo, mas o tempo continuou nublado. Melhor assim, pois dessa forma ninguém teve sua pele queimada em demasia. Netuno, o deus romano do mar, também nos protegeu e deixou o mar calmo e maré bem baixa, formando um grande tapete de areia branca e fina.

 

foto: Marcelo Pacheco

As faixas das diversas instituições ajudaram a enfeitar ainda mais o cenário. A infra-estrutura foi facilitada com a montagem da barraca de alimentação e de vendas de produtos

A Associação Naturista de Abricó, ANA, a anfitriã da grande festa, organizou os espaços e facilidades. Dentro da praia, por exemplo, foram montadas duas tendas, uma para serviço de restaurante, em convênio com o Cabana de Grumari, que funciona na parte ainda não naturista da praia do Abricó. Nela foram servidas refeições com preços diferenciados para os participantes do CongreNAT. A outra tenda era para vendas de souvenires do evento, tais como camisetas e bonés, e também souvenires de outras instituições naturistas que estavam presentes. Aqui também se vendeu a terceira edição do livro Corpos Nus - A verdade Natural, de autoria de Paulo Pereira, que aliás esteve marcando presença durante todos os dias. Os livros foram vendidos com um grande desconto em relação ao preço praticado nas livrarias.

 

Também foi construído um pequeno palco de 9 por 3 metros com cerca de 30 cm de altura, coberto com tendas de praia, apenas para diferenciar platéia das atrações apresentadas. O destino foi fazer as cerimônias de abertura e encerramento e apresentar as palestras dos convidados.  Um sistema de som amplificador foi eficiente para que todos pudessem participar sem maiores problemas.

 

Recepcionistas ficavam na entrada da parte naturista para dar as boas vindas a todos os participantes e explicar a ética naturista para quem visitava pela primiera vez uma praia deste tipo. Todos receberam folhetos com o histórico do Abricó e as regras de conduta. Uma equipe de cinco homens estava sempre presente para ajudar na organização e fiscalização.

 

Antes da entrada foram disponibilizados três cartazes com a história do naturismo no Mundo, no Brasil e na praia do Abricó, com objetivo de divulgar nosso estilo para pessoas que nunca tiveram chance de conhecê-lo antes.

 

Durante todos os dias a presença dos diversos meios de comunicação foi muito grande. Emissoras de rádio fizeram entrevistas ao vivo. Emissoras de Tv produziram matérias com imagens rebuscadas e todos os grandes jornais e agências de imprensa estiveram registrando tudo para seus leitores. A repercussão foi enorme. Contaram com ajuda do assessor de imprensa da Associação, que controlou o acesso destes profissionais, no intuito de evitar que a presença vestida deles pudesse causar constrangimentos aos naturistas.

 

foto: Marcelo Pacheco

A sede do Parque Natural Municipal da Prainha, em meio sua exuberante paisagem, serviu como palco das reuniões deleiberativas da FBrN

As assembléias deliberativas da Federação Brasileira de Naturismo foram realizadas na sala de reuniões do parque Municipal Natural da Prainha, situada em meio à floresta que circunda a praia do mesmo nome. Como se tratava de um ambiente não naturista os congressistas respeitaram essa condição e permaneceram têxteis durante todo o tempo. As instalações do parque foram gentilmente cedidas para uso do CongreNAT pela Secretaria Municipal de Meio-ambiente do Rio de Janeiro.

 

Havia também dois veículos tipo vans que ficaram disponíveis para transporte dos congressistas e visitantes, fazendo trajeto Praia do Abricó para o hotel Atlântico Sul, no Recreio dos Bandeirantes, passando pela Prainha.

 

Mas alguns eventos planejados não foram levados a cabo. Embora a bola de vôlei não tenha parado durante um minuto na quadra de areia montada, o torneio não aconteceu. Aliás, nem o de futebol nem o de ping pong. Os frequentadores preferiram brincar nesses esportes em vez de competir.

 

Também não ocorreu a peça de teatro "Sonhos", evento paralelo juntamente com exposição fotográfica chamada Arte Nua, de autoria de Jorge Barreto, previstos para sexta-feira à noite. Tampouco a oficina de teatro que seria realizada na própria praia foi avante.

 

Em compensação tivemos pintura corporal realizada pela artista plástica Bety Watkins nos corpos de algumas frequentadoras que quiseram participar. A exposição fotográfica de Mauro Martins sobre Tatoos e mulheres em Abricó também ocorreu.

 

foto: Marcelo Pacheco

Uma pizzaria no bairro do Recreio dos Bandeirantes serviu como lugar para uma confraternização de boas vindas na quinta-feira à noite

A festa de sábado realizada pela Ynai (Jovens Naturistas) foi um sucesso fantástico. Ocorreu em um sítio alugado para este fim na estrada do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, bem próximo à praia do Abricó.

 

Como atividade extra ainda tivemos o encontro de quem quisesse ir a um rodízio de massas ocorrida em um restaurante do bairro do Recreio. Setenta pessoas ajudaram a lotar o imenso espaço. Muita confraternização.

 

Este foi o resumo. Clique adiante para conhecer mais alguns detalhes.

 

O trabalho Duro. O que foi discutido e aprovado nas assembléias deliberativas.

Aprendendo com quem tem experiência. Panorama geral do horário das palestras.

O X CongreNAT na Mídia. Apanhado geral das matérias que saíram nos diversos meios de comunicação.

NATFotos. Veja as fotos que retratam os dias de alegria e harmonia.

O discurso de posse do novo presidente eleito da Federação Brasileira de Naturismo. As notícias que antecederam o Congresso e

os preparativos da viagem para o Rio de Janeiro da equipe do Brasil Naturista.

 

Clique aqui e saiba como adquirir a nova edição do livro de Paulo Pereira: "Corpos Nus - Verdade Natural"

Jornal Olho nu - edição N°73 - novembro de 2006 - Ano VII


Olho nu - Copyright© 2000 / 2006
Todos os direitos reservados.